Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘câmara de coimbra’

Apesar de ter enviado uma representante à Daniel de Matos e outra à Bissaya Barreto, o Sexo e  a Cidade ainda  não conseguiu descobrir se a candidatura de Pina Prata à CMC vai nascer no âmbito do recém nascido MCR ou se vai ser gerada através do MMS de  Eduardo Correia ou do MEP de Rui Marques.

Read Full Post »

A concelhia de Coimbra acaba de escolher os directores de campanha e financeiro para os 3 próximos actos eleitorais. O Sexo e a Cidade sabe que João Francisco Campos foi nomeado para “conduzir” o autocarro e que Júlio Gaudêncio é o “cobrador” escolhido por Manuel de Oliveira. Próxima Paragem: Saber em que dia e em que hora é que Encarnação vai dizer que sim ou que não.

Read Full Post »

O que é que o e-leitor fazia se encontrasse as Top Models Carolina Ferreira (RTP) e Marisa Gonçalves (CMC)  na festa de carnaval sénior que está a decorrer na Broadway? Passe por cá até às 20… vamos dançar um vira de Coimbra!

Read Full Post »

Rui Avelar, jornalista do Campeão das Províncias, continua a dar cartas electrónicas nos bastidores na CMC:

“Vasculhadas mensagens trocadas por via electrónica  – Correio de jurista violado na praça de 08 de Maio”

“Uma jurista que, até sexta-feira, trabalhou na Câmara de Coimbra queixou-se à Polícia Judiciária de violação do seu correio electrónico pessoal, tendo alegado que ela ocorreu na praça de 08 de Maio, soube o “Campeão”. Eliana Pinto, que acaba de suspender a actividade na autarquia para exercer um cargo em Lisboa, fez uma exposição circunstanciada, contra desconhecidos, onde deixa implícita a convicção de que o episódio terá ocorrido nas divisões dependentes do Gabinete Jurídico e de Contencioso ou na de Informática.

De um domínio pessoal de correio electrónico, presumivelmente através do posto de trabalho da funcionária na Câmara Municipal de Coimbra (CMC), foram copiadas várias mensagens trocadas entre ela e interlocutores nos meses de Julho, Setembro e Outubro de 2008. Entre os interlocutores de Eliana Pinto contam-se o director-adjunto do “Campeão” e outro jornalista (do Público). O corpo do delito foi conhecido, no início deste ano, por ocasião do envio ao presidente da CMC de uma carta com cópias dos textos retirados do domínio pessoal de correio electrónico da funcionária.

Como o endereçamento da missiva foi feito manualmente, Eliana Pinto forneceu à PJ um conjunto de textos, igualmente redigidos à mão, na expectativa de que, por comparação das escritas, seja possível chegar à identificação do(a) autor(a) da carta. O crime de que a funcionária foi vítima é punível com pena de prisão até um ano ou com multa até 240 dias. Para os casos de devassa da vida privada e de violação de correspondência ou de telecomunicações, o Código Penal prevê agravamento das penas em uma terça parte se o crime for praticado para causar prejuízo a outra pessoa. Eliana Pinto, que tinha coadjuvado o outrora secretário de Estado Fernando Rocha Andrade, acaba de ser investida num cargo de chefia, em regime de comissão de serviço, sob a alçada da Direcção-Geral de Reinserção Social. 

Read Full Post »

leiria-002

Foi por causa destes 3 artistas que Henrique Fernandes foi obrigado a fazer isto?

Read Full Post »

“Na presença de notícias recentes que insinuam, à margem da estratégia já delineada pelo PS Coimbra, a existência de vários putativos candidatos pelo PS à Câmara Municipal de Coimbra, o Secretariado da Concelhia do PS Coimbra informa que prosseguem, conforme previsto, as suas jornadas de freguesia, ouvindo e debatendo com os militantes e as populações, método que conduzirá à escolha do candidato/candidata do PS à Câmara de Coimbra, na data e da forma que os socialistas soberanamente decidirem. Tudo o mais são especulações que não merecem crédito e são, obviamente, abusivas.”

Read Full Post »

Casimiro Soares Simões, da agência noticiosa Lusa, teve paciência para escrever o último (?) capítulo da novela SOUSA BASTOS.

“A Câmara de Coimbra aprovou hoje, com três abstenções, um projecto de arquitectura para a transformação do antigo Teatro Sousa Bastos em “estabelecimento de alojamento local e equipamento”. Durante vários anos, um movimento de cidadãos da cidade opôs-se à construção de habitações naquele imóvel, que durante séculos tinha sido Igreja de São Cristóvão, insistindo na sua reabilitação como espaço cultural de fruição pública, tendo em vista a revitalização da zona onde se situa, na Alta de Coimbra.

O edifício, cujo pedido de licenciamento de obras está a ser analisado pela autarquia, encontra-se, designadamente, na zona de protecção do imóvel de interesse público Casa da Nau e na “área crítica de recuperação e reconversão urbanística do centro histórico da cidade de Coimbra”. O projecto de arquitectura relativo às obras de demolição, alteração e reconstrução, entre outras, foi aprovado esta tarde na reunião quinzenal da Câmara Municipal, tendo-se registado uma maioria de votos a favor, além das abstenções dos vereadores do PS Vítor Baptista e Fátima Carvalho e do independente Horácio Pina Prata.

A empresa requerente – Eiclis, Empreendimentos Imobiliários – tem agora seis meses para apresentar nos serviços camarários os projectos das especialidades. Por proposta do presidente da Câmara Municipal, Carlos Encarnação, o executivo decidiu, por maioria, recusar a discussão de um documento de Pina Prata (ex-vereador do PSD, que semana passada passou à condição de independente) com 12 medidas para apoiar “famílias carenciadas e empresas em situação económica frágil” devido à actual crise.

Apenas o proponente e Fátima Carvalho, eleita pelo PS e presidente do Sindicato dos Trabalhadores Têxteis do Centro, votaram a favor da admissão da proposta de Pina Prata já nesta sessão. Pina Prata anunciou, no entanto, que vai requerer o agendamento do assunto para a próxima sessão, a 02 de Março. Vítor Baptista disse à agência Lusa que o PS deverá então avançar também com “contributos próprios” sobre o mesmo assunto”

Read Full Post »

Older Posts »